Alerta total! este inseto não é mais o principal transmissor do mal de chagas - e sim 2 alimentos que muitos consomem, inclusive você!


Mal de Chagas.

Você já deve ter ouvido falar dessa doença, não é?
Pelo menos na escola…
Se não se lembra o que o seu/sua professor/professora lhe ensinou, nós vamos relembrar.

O mal de Chagas é causado por um protozoário, o Trypanosoma cruzi.
Esse protozoário é transmitido por um inseto conhecido como barbeiro, o Triatoma infestans.
Quando esse inseto se contamina, depois de algumas semanas, o protozoário se multiplica no intestino dele.
O barbeiro precisa sugar o sangue de pessoas ou animais para se desenvolver e, após picar, defeca no local.

Dessa forma, o protozoário vai para o sangue da pessoa, atingindo várias partes do corpo, como o esôfago, o intestino, o baço e, principalmente, o coração.

Mais ou menos em duas semanas, a doença apresenta os seus primeiros sinais, com o aparecimento de febre e mal estar.

Depois, ela fica assintomática, sem sintomas, e só vai causar problemas por volta de duas décadas depois.
Mas o protozoário continua no corpo, multiplicando-se e destruindo tecidos
Esse processo pode levar de 10 a 30 anos, quando a doença ressurge com força.
Nesta fase, o coração da vítima estará enfraquecido, e o doente acaba tendo insuficiência cardíaca.
Não existe cura, apenas tratamento para prolongar o máximo possível a vida do indício.
É uma doença terrível.
Mas atualmente o barbeiro, esse mosquito aí da foto, não é mais o vilão principal dessa história.

Existem outras formas de transmissões, que já superam a do mosquito.

Você gosta de açaí e/ou de caldo de cana?
Estamos perguntando isso porque atualmente a forma de contágio mais importante é o consumo de açaí e caldo de cana.
Isso mesmo: as plantações desses dois produtos são hoje o principal habitat do inseto.
Em locais sem uma higiene adequada, ele acaba triturado junto com o açaí ou a cana.

Só para você ter ideia, cerca de 70% dos casos de Chagas no Brasil já são transmitidos via açaí ou cana-de-açúcar.

Portanto, você precisa ter cuidado com o consumo de açaí e caldo de cana.
O ideal é consumir produtos de origem confiável, que tenham registro nos órgãos de vigilância, como o Ministério da Agricultura.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

FONTE: CURA PELA NATUREZA

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF